uma cidade para chamar de sua

.falar de street art é isso. a cidade cresce. a gente cresce e passa a se sentir cidade também. numa troca magica em que um depende do outro.

a cidade não existe sem a gente, nem a gente sem a cidade.

brasilia já nasceu como monumento.

aqui não basta contar que há arte nas ruas. é preciso lembrar que nossas ruas sáo arte.

somos projeto de grandes interventores urbanos.

athos a espalhar seus traços em azulejos

niemeyer, com sua arquitetura, a nos fazer sempre modernos – por mais que passe o tempo

brasília é por si só uma grande intervenção. nascemos do nada. cidade planejada

cidade com asas. cidade parque. cidade ampla.

de athos, lucio, burle, niemeyer.

mas, agora, cidade de outros tantos.

a brasilia do projeto nasceu com corpo.

a brasília de quem a vive ganhou alma.

e street art é isso. é nosso adendo ao projeto. é um jeito de dizer que a cidade é nossa também.

 

street art

a experiência de viver essa arte das ruas é um convite a pensar e viver nossos espaços.

quem te leva é pedro sangeon, artista referência em arte de rua no mundo inteiro. criador do gurulino, personagem que coloriu brasilia, pedro conta que a arte das ruas “mostra que brasília não é só um ponto na história. ela é viva˜. street art, para ele, está em algo ˜do habitante e para o habitante˜.

se você mora aqui já deve ter ganhado o presente de encontrar o gurulino por aí. no caos do transito, no breu de uma passagem subterrânea, no meio do eixão. a personagem aparece e convida a refletir. “desenhar o gurulino é como colocar uma agulha de acupuntura na cidade. é um alivio na tensão. um relaxamento”, diz o criador.

gurulino nos abraça. traz afeto em meio a impessoalidade. convida ao diálogo. alerta o observador a estar mais dentro de si.

arte das ruas, que provoca, na cidade onde as ruas são arte.

street art experience é pensar sobre viver aqui.

brasília é também o que a gente faz ser.

um rolê imperdível com o artista que, ao viver nossas ruas, ganhou o mundo.

bora?

reserve aqui e vem com a gente

 

fotos: paula carrubba. foto de capa: bruno bernardes.

texto: bruna viana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s